NOTÍCIAS

​Últimas Publicações
Captura de Tela 2021-02-19 às 12.21.12.

SISTEMA PODE REDUZIR CONSUMO DE AR CONDICIONADO EM ATÉ 50%

Conforto térmico e economia. Essas são as principais conclusões do estudo feito pela BASF para avaliar a temperatura e a eficiência energética da Casa Econômica, proposta inovadora de construção que utiliza sistema isotérmico e que está aberta à visitação na zona Sul de São Paulo. De acordo com o estudo da consultoria TechnoBuild, a temperatura interna da Casa Econômica chega a ser 7ºC mais baixa quando comparada a uma edificação tradicional, com paredes em bloco cerâmico, cobertura em telha de fibrocimento e forro de madeira.



No estudo, essa temperatura foi verificada em simulação na cidade de Porto Alegre, no dia 1º de agosto, às 16h. O consumo do ar condicionado durante o ano (kWh/ano) diminui até 50% para cidade de São Paulo, onde a casa está sediada. O estudo Para a análise, a consultoria comparou, utilizando o Energy Plus, software mundialmente reconhecido, que faz a simulação do consumo de energia e considerando o clima de diferentes cidades brasileiras, o comportamento de duas edificações com dimensões e características idênticas, diferenciadas apenas pelo sistema construtivo. O programa leva em conta também a ocupação e atividade no espaço durante o ano todo, reproduzindo sua operação. O uso do sistema de PIR da BASF como material isotérmico (Elastopir®) nas paredes e telhado permite, segundo o estudo, uma redução de 50% no consumo de ar condicionado durante o ano (kWh/ano) em casas construídas em cidades como Porto Alegre e São Paulo. Se a casa estivesse em Belo Horizonte, a economia seria de 40% no ano. Também foi verificado que a amplitude térmica, ou seja, a variação da temperatura no ambiente durante o período, é menor quando se utiliza o sistema isotérmico. Se for considerado apenas o uso da telha isotérmica, a redução no consumo de energia para climatização é de 14% em Cuiabá, em relação à telha de fibrocimento. Em Curitiba, a redução pode chegar a 25%. Por terem acabamento interno, as telhas isotérmicas substituem não só a cobertura, como também o forro, garantindo produtividade na construção. O Elastopir® é uma espuma rígida de poli-isocianurato que apresenta níveis de condutividade térmica baixíssimos quando comparado a isolantes convencionais: reduz em até 90% a transferência de calor entre os ambientes. Além disso, é 20 vezes mais isolante que tijolos e 80 vezes mais que o concreto. A BASF fornece à indústria os produtos que compõem a espuma rígida, núcleo do painel sanduíche, e conta com a parceria da Isoeste Construtivos Isotérmicos para o projeto da Casa Econômica. Além disso é um material seguro segundo as normas de incêndio, atendendo a Instrução Técnica no 10 (IT-10) do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, referência brasileira para as demais normas brasileiras de segurança ao fogo. Sistema isotérmico A Casa Econômica foi construída pela BASF e seus parceiros com o objetivo de reduzir o custo total das obras, garantindo economia de tempo e recursos. O uso do sistema isotérmico substitui vigas, pilares, telhas, tijolos e argamassa por painéis que se encaixam numa estrutura autoportante, que permite construir com mais rapidez, eficiência, economia e maior durabilidade. “A ideia foi apresentar uma forma inovadora de construção, respondendo à questão da moradia urbana, um dos grandes desafios mundiais”, explica Camila Lourencini, gerente da Estratégia para Indústria da Construção da BASF. O método é industrializado e leva metade do tempo da construção, se co